Embaixada de Portugal na Alemanha

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Mensagem do Embaixador de Portugal na Alemanha por ocasião do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

É praticamente um lugar comum referir a velocidade quase vertiginosa como passam os dias, as semanas e os meses; o que me conduz ao Dia 10 de Junho deste ano quando parece que ainda estou a ouvir os aplausos à eletrizante fadista Gisela João no final do concerto que integrou as comemorações oficiais de 2016 em Berlim.

Se rebobinarmos o filme dos últimos doze meses chegamos à conclusão que não foram assim tão maus para Portugal, antes pelo contrário. Logo em Julho a Seleção Nacional de Futebol sagrou-se campeã europeia; em Outubro seguinte o Eng.º António Guterres foi eleito Secretário-Geral das Nações Unidas e em Maio passado foi a vez de Salvador Sobral nos dar uma bela alegria com a sua vitória no Festival Eurovisão da Canção.

Mas, também noutros domínios, as portuguesas e os portugueses têm razão de se sentiram orgulhosos e confiantes. A recuperação económica prossegue uma trajetória muito encorajadora, os principais dados do crescimento colocam Portugal na frente dos parceiros europeus e a autoestima da população está em alta. Existem, assim, boas razões para acreditarmos que os próximos doze meses serão igualmente bons; mas sem perder de vista que continua a ser indispensável manter o rigor e o esforço coletivos que conduziram Portugal à saída da categoria de país em crise.  

Este ano, as comemorações oficiais do Dia de Portugal terão lugar em Munique dando, desta forma, corpo à minha intenção de levar Portugal a outras regiões na Alemanha.

A Baviera nunca foi o palco dessa celebração da portugalidade e a escolha da cidade capital daquele estado prende-se com uma estratégia mais ambiciosa de ali reforçar a presença do nosso país. Está em curso o processo de nomeação de um novo Cônsul honorário em Munique e pretendemos levar à capital bávara uma mostra das competências portuguesas em diversos sectores tais como o cultural, o económico, o turístico, ou a promoção da Língua Portuguesa. Por outro lado, também queremos aproveitar o ensejo da celebração do Dia de Portugal para chegar a cidadãos portugueses que vivem na Baviera mas que ainda não integram as redes de contactos – designadamente os “rostos de Portugal na Alemanha” - que temos vindo dinamizar.

O Dia 10 de Junho pertence a todos os portugueses e luso-descendentes. Por isso quero aproveitar esta oportunidade para saudar todos aqueles e aquelas que se empenharam na organização de eventos comemorativos. Através do vosso esforço e da vossa dedicação poderemos, em vários pontos da Alemanha, marcar essa celebração tão especial que não vangloria uma batalha ou uma vitória mas sim a memória de um grande universalista como Luís de Camões.

Essas comemorações levadas a cabo por associações ou por grupos de cidadãos contam com o apoio das estruturas consulares portuguesas. Pretendo, por isso, no momento em que se aproxima a data da respetiva cessação de funções, deixar aqui uma palavra de muito apreço pelo excelente trabalho desenvolvido em Hamburgo pela Dra. Luísa Pais Lowe e em Estugarda pelo Dr. José Carlos Reis Arsénio. Ambos merecem o reconhecimento da comunidade e a ambos desejo as maiores felicidades para os próximos desafios profissionais.

Termino recordando aqueles nossos compatriotas que vivem em situações mais difíceis, quer económicas, quer sociais, quer pela instabilidade no país de acolhimento. Tenho, por isso, um pensamento muito especial para a numerosa comunidade portuguesa na Venezuela cujas celebrações do Dia 10 de Junho se vão desenrolar num contexto de incerteza e inquietação.

Para todos os portugueses e luso-descentes residentes na Alemanha os meus votos de um muito feliz, alegre e solidário Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas.

João Mira Gomes
Embaixador de Portugal na Alemanha

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail